publication . 2021

Cuidadores formais em tempo de pandemia Covid-19 : do fundamento à ação do enfermeiro

Figueiredo, Helena Catarina dos Santos;
Open Access Portuguese
  • Published: 30 Aug 2021
  • Country: Portugal
Abstract
Enquadramento: Este relatório reflete o percurso durante a unidade curricular Estágio com Relatório Final, as atividades realizadas, designadamente uma investigação, para aquisição das competências na área de Enfermagem Comunitária, assim como o planeamento da intervenção na área da Enfermagem em Cuidados Integrados de Saúde e Apoio Social. A pandemia por Covid-19 afetou maioritariamente os idosos residentes em Estruturas Residenciais para Idosos, com 29% dos óbitos a registarem-se neste grupo. Os cuidadores formais, responsáveis pela prestação de cuidados diretos aos idosos, apresentam frequentemente baixos níveis de formação. Objetivo: Identificar características e dificuldades experienciadas pelos cuidadores formais de Estruturas Residenciais para Idosos em contexto de pandemia por Covid-19. Métodos: Realizou-se um estudo transversal analítico, entre março e julho de 2021, no concelho de Sátão. A amostra foi constituída por 97 cuidadores formais. Os dados foram recolhidos através de um questionário constituído por variáveis sociodemográficas, profissionais e formativas, Escala de Sobrecarga do Cuidador, Questionário de Vulnerabilidade ao Stress, Inventário sobre a Qualidade de Vida no Trabalho, Coronavirus Anxiety Scale e a Obsession with COVID-19 Scale. Resultados: Os resultados demonstram um perfil de cuidadores exclusivamente mulheres, 58,7% com habilitações literárias até ao 3º Ciclo do Ensino Básico, 56,7% sem formação na área da gerontologia/geriatria antes de trabalhar na instituição e 64,9% em que a instituição disponibilizava formação contínua. A maioria dos cuidadores perceciona uma sobrecarga ligeira, mais de um terço encontra-se numa situação de vulnerabilidade ao stress e 38,1% perceciona uma menor qualidade de vida no trabalho. A história de infeção prévia por coronavírus e a ausência de vacinação aumentam os níveis de ansiedade. Os cuidadores mais vulneráveis ao stress demonstram níveis de ansiedade mais elevados e percecionam menor QVT. Os cuidadores com melhor QVT tendem a evidenciar menor sobrecarga. Conclusões: É necessário intervir e desenvolver ações que favoreçam o bem-estar e QVT dos cuidadores formais, capacitando-os e promovendo a qualidade dos cuidados prestados, assumindo o Enfermeiro Especialista em Enfermagem Comunitária um papel fulcral neste processo. Palavras-Chave: Idoso, Cuidadores, Estruturas Residenciais para Idosos, Sobrecarga, Vulnerabilidade ao stress, Qualidade de Vida no Trabalho, Ansiedade, Obsessão, Covid-19 Abstract Background: This report reflects the course taken during the curricular unit Internship with Final Report, the activities performed, namely an investigation, to acquire skills in the area of Community Nursing, as well as the planning of the intervention in the area of Integrated Health Care and Social Support Nursing. The Covid-19 pandemic mainly affected elderly residents in ERPI, with 29% of the deaths occurring in this group. Formal caregivers, responsible for providing direct care to the elderly, often have low levels of training. Objective: To identify characteristics and difficulties experienced by formal caregivers of ERPI in the context of the Covid-19 pandemic. Methods: An analytical cross-sectional study was conducted between march and july 2021 in the municipality of Sátão. The sample consisted of 97 formal caregivers. Data were collected through a questionnaire consisting of sociodemographic, professional and training variables, Caregiver Burden Scale, Stress Vulnerability Questionnaire, Quality of Work Life (QWL) Inventory, Coronavirus Anxiety and Obsession with Covid-19 Scales. Results: The results show a profile of exclusively female caregivers, 58.7% with educational qualifications up to the 3rd Cycle of Basic Education, 56.7% with no training in the area of gerontology/geriatrics before working at the institution and 64.9% in which the institution provided continuous training. Most caregivers perceived a light burden, more than one third was vulnerable to stress and 38.1% perceived a lower QWL. A history of previous coronavirus infection and lack of vaccination increase anxiety levels. The caregivers who were more vulnerable to stress showed higher levels of anxiety and perceived a lower QWL. The caregivers with better QWL tend to have a lower burden. Conclusions: It is necessary to intervene and develop actions that promote the well-being and QWL of formal caregivers, empowering them and promoting the quality of care, with the Community Specialist Nurse playing a key role in this process. Key words: Aged, Caregivers, ERPI, Burden, Vulnerability to stress, Quality of Work Life, Anxiety, Obsession, Covid-19
Persistent Identifiers
Subjects
free text keywords: Ansiedade, Avaliação de necessidades, Competência clínica, Covid-19, Efeitos psicossociais da doença, Enfermagem de saúde comunitária, Idoso, Lares para idosos, Papel do enfermeiro, Prestadores de cuidados, Prestadores de cuidados - ensino, Qualidade de vida, Aged, Anxiety, Caregivers, Caregivers - education, Clinical competence, Community health nursing, Cost of illness, Homes for the aged, Needs assessment, Nurse's role, Quality of life, :Ciências Médicas [Domínio/Área Científica]
Related Organizations
Communities
  • COVID-19
Any information missing or wrong?Report an Issue