Advanced search in Research products
Research products
arrow_drop_down
Searching FieldsTerms
Any field
arrow_drop_down
includes
arrow_drop_down
Include:
The following results are related to COVID-19. Are you interested to view more results? Visit OpenAIRE - Explore.
1,331 Research products, page 1 of 134

  • COVID-19
  • Publications
  • Other research products
  • 2021-2021
  • Open Access
  • PT
  • Portuguese

10
arrow_drop_down
Date (most recent)
arrow_drop_down
  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Rocha, Vitor Melo; Ferreira Da Silva, Kennedy; Costa, Luziane Vitoriano Da; Breno, Ferreira; Castro, Ewerton Helder;
    Publisher: ISPGAYA
    Country: Portugal

    A COVID-19 infectou milhares de pessoas no mundo, causando impactos sociais, econômicos e na saúde. Medidas protetivas com ênfase em saúde mental foram elaboradas para conter os impactos. Objetivo: buscou-se analisar quais estratégias interventivas estão sendo usadas na pandemia. Metodologia: esta revisão sistemática incluiu estudos sobre intervenções psicológicas dos bancos de dados da BVS-PSI, LILACS e PubMed. Resultados: Dos 26 artigos analisados, 26,92% foram de periódicos nacionais e 73,07% de periódicos internacionais. Conclusões: A escassez de treinamentos ou falta de experiência dos profissionais acerca das TICs não foi componente impeditivo para que os atendimentos online acontecessem. A população se beneficiou da rápida resposta de assistência à saúde mental oferecida pelos profissionais. Os treinamentos em TICs precisam ocorrer de forma contínua. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Caldas, Calila Mireia; Silva, Joilson;
    Publisher: ISPGAYA
    Country: Portugal

    A partir de uma revisão integrativa da literatura, esta pesquisa propõe analisar produções científicas que evidenciem a utilização dos recursos tecnológicos pelos professores, durante a pandemia da COVID-19. A busca em base de dados compreendeu o período de janeiro a dezembro de 2020. Os termos inseridos foram: “Professor AND redes sociais AND COVID-19”. Os principais resultados mostraram que o uso dos recursos tecnológicos melhoram a compreensão conceitual do aluno, aprimora a interação entre aluno/professor, apresenta soluções colaborativas rápidas, facilita o processo de ensino-aprendizagem; por outro lado, requer do professor habilidades técnicas para utilização dos recursos digitais, mas não houve tempo hábil para capacitação; assim, os professores apresentaram adoecimento psíquico, sendo o apoio social um recurso de enfrentamento possível ao professor. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Rodrigues, Luísa;
    Publisher: ISPGAYA
    Country: Portugal

    O turismo cultural visto numa perspectiva global, tem sido, ao longo dos últimos anos apontado como um dos elementos de maior preponderância no sector do turismo. Tem gerado um enorme dinamismo na economia, pois é o responsável pelo entusiasmo na reabilitação de imóveis, é motor para a criação de empregos e provoca a presença de pessoas e vivências nos sítios que contêm elementos quer do património material quer imaterial. A prova de que este sector tem um peso considerável na economia nacional foi-nos revelada com a pandemia Covid 19 que nos continua a fustigar. O turismo cultural consegue movimentar pessoas provenientes das mais variadas vertentes sócioeconómicas, das mais diversas idades, níveis de formação e com entendimentos do universo cultural muito diferentes. É dinâmico e coloca desafios muito interessantes a todos os actores implicados. A cidade do Porto transformou-se ao longo do tempo, fruto de um processo longo, nem sempre pacífico, apresentando, hoje, uma nova face. Perceber esse caminho no contexto do Turismo cultural, ajuda-nos a ter outra leitura da cidade. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Canané, Cátia Marina Martins;
    Country: Portugal

    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário para obtenção de grau de Mestre na especialidade de Psicologia Clínica. Devido à pandemia do COVID-19, o ensino presencial sofreu uma interrupção e o mundo abriu portas ao ensino à distância. Esta transição repentina e urgente no modo de ensino ocorreu com a finalidade de garantir a continuidade pedagógica, tendo as universidades se apoiado fortemente de plataformas online com capacidade para efetuar videochamadas com grupos de elevadas dimensões (e.g., Zoom Meetings). Após a transição do presencial para o exclusivamente online, a população começou a demonstrar diferentes sintomas, entre os quais cansaço, ansiedade, solidão, fadiga e desmotivação. Este fenómeno foi apelidado de fadiga do Zoom. O presente estudo pretende investigar o que é a fadiga do Zoom, o modo como os estudantes universitários em Portugal experienciaram o fenómeno e se o mesmo diverge entre os vários anos de escolaridade. Para a analise utilizou-se uma metodologia mista. A amostra é composta por 365 estudantes universitários do 1º ano de Licenciatura ao 1º ano de Mestrado, com idades compreendidas entre os 18 anos e os 24 anos. A análise dos resultados permitiu investigar a existência de sintomas associados à fadiga do Zoom, em que uma grande parte dos sentimentos mostraram ter concordância entre os quatro anos de escolaridade. Verificou-se, ainda, que os estudantes assumiram uma preferência pelo ensino misto e que não existem diferenças significativas relativamente ao ano escolar e à preferência no tipo de ensino. Due to the COVID-19 pandemic, face-to-face teaching was disrupted and the world opened the door to distance learning. This sudden and urgent transition in the way of teaching occurred with the purpose of guaranteeing pedagogical continuity, with universities relying heavily on online platforms capable of making video calls with large groups (e.g. Zoom Meetings). After the transition from face-to-face to exclusively online, the population began to show various symptoms, including tiredness, anxiety, loneliness, fatigue and demotivation. This phenomenon has been dubbed Zoom fatigue. The present study aims to investigate what Zoom fatigue is, how university students in Portugal experienced the phenomenon and if it differs among the various years of schooling. A mixed methodology was used for the analysis. The sample is composed of 365 university students from the 1st year to the 1st year of a Master's degree, aged between 18 and 24. The analysis of the results allowed us to investigate the existence of symptoms associated with Zoom’s fatigue, in which a large part of the feelings showed agreement among the four years of schooling. It was also found that students preferred mixed education and that there are no significant differences regarding the school year and the preference in the type of education.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Faria, Eduardo; José Gabriel Andrade;
    Publisher: Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação (SOPCOM)
    Country: Portugal

    El uso de la narrativa transmedia o storytelling (como se escribe en inglés) en el periodismo, además de corresponder a un modelo de negocio impulsado por la convergencia en los medios de comunicación contemporáneos, puede considerarse una forma de sumergir al público en el universo informativo. En tiempos de pandemia por Covid-19, la cobertura teleperiodística en Brasil refuerza que el periodismo no debe ser sólo declarativo, siendo insuficiente sólo para invertir en estadísticas e informar de estudios científicos en todo el mundo. En este sentido, la narrativa transmedia emerge como una probable propuesta capaz de permitir la inmersión de la audiencia en esta nueva realidad pandémica. Este artículo busca evidenciar y propone reflexionar sobre el probable uso de la narrativa transmedia en el periodismo televisivo, a través del análisis de reportajes del programa Fantástico, de la Rede Globo de televisão, en el primer mes de la cobertura de Covid-19 en Brasil, entre el 15/03/2020 y el 05/04/2020. También se pretende disociar el uso de esta narrativa en el periodismo y la ficción para ampliar el reconocimiento de su aplicación en el teleperiodismo; además de señalar los cambios en la actuación de reporteros y entrevistados en la construcción narrativa en tiempos de pandemia. O uso da narrativa transmedia ou storytelling (como é grafado em inglês) no jornalismo, além de corresponder a um modelo de negócio impulsionado pela convergência nos media contemporâneos, pode ser considerado um caminho para imersão do público no universo informativo. Em tempos de pandemia pela Covid-19, a cobertura telejornalística no Brasil reforça que o jornalismo não deve ser apenas declaratório, sendo insuficiente apenas investir em estatísticas e reportar estudos científicos ao redor do mundo. Neste sentido, a narrativa transmedia surge como uma provável proposta capaz de possibilitar a imersão do público nesta nova realidade pandêmica. Este artigo busca levantar indícios e propõe refletir sobre o provável uso da narrativa transmedia no jornalismo televisivo, através da análise das reportagens do programa Fantástico, da Rede Globo de televisão, no primeiro mês da cobertura da Covid-19 no Brasil, entre os dias 15/03/2020 a 05/04/2020. Pretende-se, ainda, dissociar o uso desta narrativa no jornalismo e na ficção a fim de alargar o reconhecimento de sua aplicação no telejornalismo; além de apontar as mudanças na atuação dos repórteres e entrevistados na construção narrativa em tempos de pandemia. The use of transmedia storytelling narrative in journalism, in addition to corresponding to a business model driven by the convergence in contemporary media, can be considered the way for the public to immerse themselves in the informative universe. In times of Covid-19 pandemic, TV news coverage in Brazil reinforces that journalism should not be just declaratory, being insufficient to invest only in statistics and report scientific studies around the world. Thus, the transmedia storytelling narrative emerges as a proposal capable of enabling the public to immerse themselves in this new pandemic reality. This article seeks to reflect on the use of transmedia narrative in television journalism, through the analysis of the reports of the program Fantástico, from Rede Globo, in the first month of coverage of Covid-19 in Brazil, between 03/15/2020 to 04/05/2020. It is also intended to dissociate the use of this narrative in journalism and fiction in order to broaden the recognition of its application in television news, in addition to pointing out the changes in the performance of reporters and interviewees in narrative construction in times of pandemic.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Cláudia Luísa;
    Publisher: International Journal of Developmental and Educational Psychology INFAD Revista de Psicología
    Country: Portugal

    Os efeitos da pandemia extrapolaram idades e fronteiras, atingindo todas as faixas etárias. Em Portugal, como na maior parte dos países do Mundo, atravessamos uma conjuntura de graves desigualdades sociais, fenómenos de exclusão social e pobreza, falta de oportunidades, no que diz respeito ao acesso a saúde, a educação, a cultura e a justiça e direitos para todos, situações agravadas pela Pandemia da Covid-19. A população idosa no presente contexto, identificado como grupo vulnerável, apresenta um maior risco de complicações na doença, a morte é significativamente mais elevada em idosos com comorbidades bem como o risco de complicações também é mais acentuado. A pandemia veio mostrar-nos que todos os idosos são diferentes e possuem as suas particularidades. Para compreender o impacto da pandemia na vida dos idosos realizou-se um trabalho exploratório, qualitativo e descritivo, suportado por um guião de entrevista semiestruturada, a 17 pessoas com mais de 67 anos, residentes na região do Algarve. O objetivo geral do estudo era entender as significações subjetivas e perceções dos participantes relativamente à forma como encararam as restrições sociais, como geriram a impossibilidade ou diminuição dos contactos sociais e como se readaptaram a uma nova realidade e que recursos ou estratégias utilizaram. Os resultados demostraram que a maioria dos entrevistados acredita que a crise pandémica teve impactos significativos nas suas relações sociais e na saúde física e mental, uma vez que se viram privados, dados os sucessivos confinamentos, de realizarem as suas atividades. As respostas à pandemia devem ser multidisciplinares, aliando a prática à teoria, colaborativas, onde exista a negociação de parcerias locais e nacionais, com apoios económicos para minimizar as desigualdades sociais no acesso a bens e serviços por parte dos idosos. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Ribeiro, Fábio Stefano de Brito;
    Country: Portugal

    O surgimento da pandemia de Covid-19 veio impactar o estado psicológico do consumidor turístico e alterar os comportamentos do mesmo, levando a que o setor turístico tenha sofrido uma redução na faturação de 935 biliões de dólares fruto da diminuição de 900 milhões de turistas entre janeiro e outubro de 2020 (UNWTO, 2020). O fato da pandemia de Covid-19 ser recente, aquando a realização do estudo, reflete-se na dificuldade em encontrar estudos completos e profundos sobre as alterações do consumidor turístico com destaque para o contexto português pretendendo-se que esta investigação cubra uma lacuna na literatura e, consequentemente, se posicione como uma mais valia tanto a nível cientifico para a realização de projetos de investigação futuros, como para a indústria turística que pode encontrar no mesmo as alterações provocadas pela Covid-19 no consumidor turístico e adequar a sua abordagem de marketing para um novo turista no presente e no futuro. Neste sentido, foi realizado o presente projeto de investigação que visa estudar o impacto provocado pela Covid-19 na perceção do risco percebido por parte do consumidor turístico, na adoção de comportamentos digitais para a prática turística, na perceção do consumidor turístico aos estímulos de marketing, na alteração da frequência, distância e meios de transporte das deslocações, nas motivações dos consumidores turísticos e nas necessidades de informação. Após a realização de uma pesquisa junto de 1185 inquiridos (1054 respostas válidas), e a análise dos dados recolhidos com recurso aos programas de estatística IBM SPSS Statistics 25 e SmartPLS 3.3.3, conclui-se que a pandemia de Covid-19 impactou todas as variáveis anteriormente referidas com exceção das necessidades de informação.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Karen Muniz Feriguetti; Pedro Ferreira;
    Country: Portugal

    A pandemia por doença da COVID-19 tem levado a importantes transformações socioeconômicas e exigido dos governos e de outras instituições diversas medidas e políticas de mitigação ou minimização de alguns dos seus impactos. Tendo em conta que os impactos (e também as medidas) são sentidos diferencialmente por pessoas em diferentes posições sociais, este estudo foca a experiência de estudantes imigrantes e/ou racializados no Ensino Superior em Portugal. Tendo sido a pandemia considerada como situação-limite, procurou-se compreender como as pessoas desse grupo foram impactadas na sua integração e em seus trajetos acadêmicos, nomeadamente o modo como as mudanças impostas pela pandemia podem ter contribuído para a agudização e o aprofundamento de vulnerabilidades e de fragilidades sociais e econômicas. O objetivo deste estudo foi, por isso, compreender as experiências e vivências dos estudantes imigrantes e/ou racializados, e as transformações que a pandemia trouxe na sua integração e trajetória acadêmica. Fez-se a opção metodológica pela entrevista narrativa episódica, tendo posteriormente o material sido analisado com recurso à análise temática. A partir da análise de 15 entrevistas on-line a estudantes de graduação, mestrado e doutorado, salientam-se a importância das motivações para a migração, as dificuldades econômicas, as dificuldades acadêmicas e as dificuldades institucionais. Porém, foi possível averiguar que prevaleceu entre eles mesmos, estudantes, o sentimento de pertença e irmanação. Ambos os achados favorecem uma reflexão sobre o fenômeno-processo da integração no contexto do Ensino Superior.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Dias, Constança Tavares Leite Valente;
    Country: Portugal

    Desigualdades salariais entre géneros sempre existiram, de uma forma mais evidente ou não, contudo têm vindo a diminuir com o decorrer do tempo. A pandemia da Covid-19 veio modificar a economia e o mercado de trabalho e, consequentemente alterou os salários, o trabalho não remunerado e evidenciou o teletrabalho, devido ao confinamento e todas as medidas de restrição impostas. Este estudo tem com objetivo averiguar as diferenças de género no mercado de trabalho como as desigualdades salariais e a transição de teletrabalho para o abandono do teletrabalho assim como de emprego para desemprego, de maneira a perceber como é que a pandemia afetou os homens e as mulheres e de que forma. Através de métodos como OLS e Oaxaca, é percetível que as desigualdades entre géneros são evidentes no período de 2019 e 2020. Com o Oaxaca em 2019, o gap salarial foi de 16,88% e no ano de 2020, apesar de ter existido uma ligeira diminuição continuaram a existir diferenças salariais de género atingindo o valor de 15,14%. Verificando-se assim que houve uma atenuação das desigualdades salariais entre géneros. Através do modelo Logit, no modelo de transição, quer de teletrabalho para o respetivo abandono quer de emprego para desemprego verifica-se que as mulheres não foram tão prejudicadas como seria expectável. Conclui-se que afinal as mulheres foram mais protegidas do que os homens pelas atividades económicas, a escolaridade e a possibilidade de teletrabalho. Os resultados parecem indiciar que estes fatores podem ter salvaguardado as mulheres. Gender wage inequalities have always existed, in a more obvious way or not, but they have been decreasing over time. The Covid-19 pandemic has changed the economy and the labor market and, consequently, has changed wages, unpaid work, and highlighted telework, due to the confinement and all the restrictive measures imposed. This study aims to find out the gender differences in the labor market such as wage inequalities and the transition from telework to leaving telework as well as from employment to unemployment, to understand how the pandemic affected men and women and in what way. Through methods such as OLS and Oaxaca, it is noticeable that gender inequalities are evident in the period 2019 and 2020.With Oaxaca in 2019, the wage gap was 16.88% and in the year 2020, and although there was a slight decrease it continued to be evident a gender wage gap reaching the value of 15.14%. Thus, it was verified that there was an attenuation of wage inequalities between genders. Through the Logit model, in the transition model, either from telework to the respective abandonment or from employment to unemployment, it was verified that women were not affected as much as expected. We conclude that women were after all better protected than men by economic activities, education, and the possibility of teleworking. The results seem to indicate that these factors may have safeguarded women. Mestrado em Economia

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Ginja, André Filipe da Silva Chato;
    Country: Portugal

    Um dos desafios relevantes da atual pandemia COVID-19 é o destaque da população idosa como vulnerável e consequente atenção especializada pelas entidades oficiais. Tal destaque também é visível na abordagem dos meios de comunicação a esta questão. O objetivo deste trabalho foi o de justamente explorar esta questão no contexto português. Para isso, realizámos dois estudos. O Estudo 1 foi realizado numa amostra da população em geral (n = 124; Midade = 36,6) e pretendeu explorar em que medida a apresentação de notícias positivas e negativas sobre as pessoas idosas no contexto da pandemia COVID- 19 ativava diferentes estereótipos associados a este grupo. Os resultados deste estudo demonstraram diferenças entre a condição negativa e de controlo não se tendo, contudo, verificado diferenças entre a condição de controlo e a condição de exposição a notícias positivas. Por sua vez, o Estudo 2, também de carácter experimental, procurou testar o efeito de exposição a estas notícias na saúde mental, autoeficácia e intenção de seguir as normas de prevenção do COVID-19 numa amostra de pessoas idosas (n = 169; Midade = 62,1). Os resultados não revelaram, no entanto, diferenças entre as diferentes condições experimentais. Estes resultados são discutidos à luz das teorias sobre ativação de estereótipos no contexto do idadismo em relação às pessoas idosas. The COVID-19 pandemic brought many challenges, one of those challenges is the categorization of the older population as vulnerable and subsequent specialized attention given to them by official entities. That specialized attention is noticeable in the media’s approach to this issue. This dissertation’s objective was to explore that subject in the Portuguese context. For that we conducted two studies. Study 1 was conducted in a sample of the general population (n = 124; Mage = 36,6), and sought to explore how the presentation of positive and negative news about older people during the COVID-19 pandemic context, activated different stereotypes associated with this group. The results of this study showed differences between the negative and control group. However, no differences were seen between the control group and the group exposed to positive news. Study 2 was also an experimental study and sought to test the effect of exposure to these types of news on the mental health, self-efficacy and intention to follow COVID-19 safety recommendations, in a sample of older people (n = 169; Mage = 62,1). The results of this study however, did not show differences between the different experimental conditions. These results are discussed within the context of Stereotype Activation Theory and ageism against older people.

Advanced search in Research products
Research products
arrow_drop_down
Searching FieldsTerms
Any field
arrow_drop_down
includes
arrow_drop_down
Include:
The following results are related to COVID-19. Are you interested to view more results? Visit OpenAIRE - Explore.
1,331 Research products, page 1 of 134
  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Rocha, Vitor Melo; Ferreira Da Silva, Kennedy; Costa, Luziane Vitoriano Da; Breno, Ferreira; Castro, Ewerton Helder;
    Publisher: ISPGAYA
    Country: Portugal

    A COVID-19 infectou milhares de pessoas no mundo, causando impactos sociais, econômicos e na saúde. Medidas protetivas com ênfase em saúde mental foram elaboradas para conter os impactos. Objetivo: buscou-se analisar quais estratégias interventivas estão sendo usadas na pandemia. Metodologia: esta revisão sistemática incluiu estudos sobre intervenções psicológicas dos bancos de dados da BVS-PSI, LILACS e PubMed. Resultados: Dos 26 artigos analisados, 26,92% foram de periódicos nacionais e 73,07% de periódicos internacionais. Conclusões: A escassez de treinamentos ou falta de experiência dos profissionais acerca das TICs não foi componente impeditivo para que os atendimentos online acontecessem. A população se beneficiou da rápida resposta de assistência à saúde mental oferecida pelos profissionais. Os treinamentos em TICs precisam ocorrer de forma contínua. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Caldas, Calila Mireia; Silva, Joilson;
    Publisher: ISPGAYA
    Country: Portugal

    A partir de uma revisão integrativa da literatura, esta pesquisa propõe analisar produções científicas que evidenciem a utilização dos recursos tecnológicos pelos professores, durante a pandemia da COVID-19. A busca em base de dados compreendeu o período de janeiro a dezembro de 2020. Os termos inseridos foram: “Professor AND redes sociais AND COVID-19”. Os principais resultados mostraram que o uso dos recursos tecnológicos melhoram a compreensão conceitual do aluno, aprimora a interação entre aluno/professor, apresenta soluções colaborativas rápidas, facilita o processo de ensino-aprendizagem; por outro lado, requer do professor habilidades técnicas para utilização dos recursos digitais, mas não houve tempo hábil para capacitação; assim, os professores apresentaram adoecimento psíquico, sendo o apoio social um recurso de enfrentamento possível ao professor. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Rodrigues, Luísa;
    Publisher: ISPGAYA
    Country: Portugal

    O turismo cultural visto numa perspectiva global, tem sido, ao longo dos últimos anos apontado como um dos elementos de maior preponderância no sector do turismo. Tem gerado um enorme dinamismo na economia, pois é o responsável pelo entusiasmo na reabilitação de imóveis, é motor para a criação de empregos e provoca a presença de pessoas e vivências nos sítios que contêm elementos quer do património material quer imaterial. A prova de que este sector tem um peso considerável na economia nacional foi-nos revelada com a pandemia Covid 19 que nos continua a fustigar. O turismo cultural consegue movimentar pessoas provenientes das mais variadas vertentes sócioeconómicas, das mais diversas idades, níveis de formação e com entendimentos do universo cultural muito diferentes. É dinâmico e coloca desafios muito interessantes a todos os actores implicados. A cidade do Porto transformou-se ao longo do tempo, fruto de um processo longo, nem sempre pacífico, apresentando, hoje, uma nova face. Perceber esse caminho no contexto do Turismo cultural, ajuda-nos a ter outra leitura da cidade. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Canané, Cátia Marina Martins;
    Country: Portugal

    Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário para obtenção de grau de Mestre na especialidade de Psicologia Clínica. Devido à pandemia do COVID-19, o ensino presencial sofreu uma interrupção e o mundo abriu portas ao ensino à distância. Esta transição repentina e urgente no modo de ensino ocorreu com a finalidade de garantir a continuidade pedagógica, tendo as universidades se apoiado fortemente de plataformas online com capacidade para efetuar videochamadas com grupos de elevadas dimensões (e.g., Zoom Meetings). Após a transição do presencial para o exclusivamente online, a população começou a demonstrar diferentes sintomas, entre os quais cansaço, ansiedade, solidão, fadiga e desmotivação. Este fenómeno foi apelidado de fadiga do Zoom. O presente estudo pretende investigar o que é a fadiga do Zoom, o modo como os estudantes universitários em Portugal experienciaram o fenómeno e se o mesmo diverge entre os vários anos de escolaridade. Para a analise utilizou-se uma metodologia mista. A amostra é composta por 365 estudantes universitários do 1º ano de Licenciatura ao 1º ano de Mestrado, com idades compreendidas entre os 18 anos e os 24 anos. A análise dos resultados permitiu investigar a existência de sintomas associados à fadiga do Zoom, em que uma grande parte dos sentimentos mostraram ter concordância entre os quatro anos de escolaridade. Verificou-se, ainda, que os estudantes assumiram uma preferência pelo ensino misto e que não existem diferenças significativas relativamente ao ano escolar e à preferência no tipo de ensino. Due to the COVID-19 pandemic, face-to-face teaching was disrupted and the world opened the door to distance learning. This sudden and urgent transition in the way of teaching occurred with the purpose of guaranteeing pedagogical continuity, with universities relying heavily on online platforms capable of making video calls with large groups (e.g. Zoom Meetings). After the transition from face-to-face to exclusively online, the population began to show various symptoms, including tiredness, anxiety, loneliness, fatigue and demotivation. This phenomenon has been dubbed Zoom fatigue. The present study aims to investigate what Zoom fatigue is, how university students in Portugal experienced the phenomenon and if it differs among the various years of schooling. A mixed methodology was used for the analysis. The sample is composed of 365 university students from the 1st year to the 1st year of a Master's degree, aged between 18 and 24. The analysis of the results allowed us to investigate the existence of symptoms associated with Zoom’s fatigue, in which a large part of the feelings showed agreement among the four years of schooling. It was also found that students preferred mixed education and that there are no significant differences regarding the school year and the preference in the type of education.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Faria, Eduardo; José Gabriel Andrade;
    Publisher: Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação (SOPCOM)
    Country: Portugal

    El uso de la narrativa transmedia o storytelling (como se escribe en inglés) en el periodismo, además de corresponder a un modelo de negocio impulsado por la convergencia en los medios de comunicación contemporáneos, puede considerarse una forma de sumergir al público en el universo informativo. En tiempos de pandemia por Covid-19, la cobertura teleperiodística en Brasil refuerza que el periodismo no debe ser sólo declarativo, siendo insuficiente sólo para invertir en estadísticas e informar de estudios científicos en todo el mundo. En este sentido, la narrativa transmedia emerge como una probable propuesta capaz de permitir la inmersión de la audiencia en esta nueva realidad pandémica. Este artículo busca evidenciar y propone reflexionar sobre el probable uso de la narrativa transmedia en el periodismo televisivo, a través del análisis de reportajes del programa Fantástico, de la Rede Globo de televisão, en el primer mes de la cobertura de Covid-19 en Brasil, entre el 15/03/2020 y el 05/04/2020. También se pretende disociar el uso de esta narrativa en el periodismo y la ficción para ampliar el reconocimiento de su aplicación en el teleperiodismo; además de señalar los cambios en la actuación de reporteros y entrevistados en la construcción narrativa en tiempos de pandemia. O uso da narrativa transmedia ou storytelling (como é grafado em inglês) no jornalismo, além de corresponder a um modelo de negócio impulsionado pela convergência nos media contemporâneos, pode ser considerado um caminho para imersão do público no universo informativo. Em tempos de pandemia pela Covid-19, a cobertura telejornalística no Brasil reforça que o jornalismo não deve ser apenas declaratório, sendo insuficiente apenas investir em estatísticas e reportar estudos científicos ao redor do mundo. Neste sentido, a narrativa transmedia surge como uma provável proposta capaz de possibilitar a imersão do público nesta nova realidade pandêmica. Este artigo busca levantar indícios e propõe refletir sobre o provável uso da narrativa transmedia no jornalismo televisivo, através da análise das reportagens do programa Fantástico, da Rede Globo de televisão, no primeiro mês da cobertura da Covid-19 no Brasil, entre os dias 15/03/2020 a 05/04/2020. Pretende-se, ainda, dissociar o uso desta narrativa no jornalismo e na ficção a fim de alargar o reconhecimento de sua aplicação no telejornalismo; além de apontar as mudanças na atuação dos repórteres e entrevistados na construção narrativa em tempos de pandemia. The use of transmedia storytelling narrative in journalism, in addition to corresponding to a business model driven by the convergence in contemporary media, can be considered the way for the public to immerse themselves in the informative universe. In times of Covid-19 pandemic, TV news coverage in Brazil reinforces that journalism should not be just declaratory, being insufficient to invest only in statistics and report scientific studies around the world. Thus, the transmedia storytelling narrative emerges as a proposal capable of enabling the public to immerse themselves in this new pandemic reality. This article seeks to reflect on the use of transmedia narrative in television journalism, through the analysis of the reports of the program Fantástico, from Rede Globo, in the first month of coverage of Covid-19 in Brazil, between 03/15/2020 to 04/05/2020. It is also intended to dissociate the use of this narrative in journalism and fiction in order to broaden the recognition of its application in television news, in addition to pointing out the changes in the performance of reporters and interviewees in narrative construction in times of pandemic.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Cláudia Luísa;
    Publisher: International Journal of Developmental and Educational Psychology INFAD Revista de Psicología
    Country: Portugal

    Os efeitos da pandemia extrapolaram idades e fronteiras, atingindo todas as faixas etárias. Em Portugal, como na maior parte dos países do Mundo, atravessamos uma conjuntura de graves desigualdades sociais, fenómenos de exclusão social e pobreza, falta de oportunidades, no que diz respeito ao acesso a saúde, a educação, a cultura e a justiça e direitos para todos, situações agravadas pela Pandemia da Covid-19. A população idosa no presente contexto, identificado como grupo vulnerável, apresenta um maior risco de complicações na doença, a morte é significativamente mais elevada em idosos com comorbidades bem como o risco de complicações também é mais acentuado. A pandemia veio mostrar-nos que todos os idosos são diferentes e possuem as suas particularidades. Para compreender o impacto da pandemia na vida dos idosos realizou-se um trabalho exploratório, qualitativo e descritivo, suportado por um guião de entrevista semiestruturada, a 17 pessoas com mais de 67 anos, residentes na região do Algarve. O objetivo geral do estudo era entender as significações subjetivas e perceções dos participantes relativamente à forma como encararam as restrições sociais, como geriram a impossibilidade ou diminuição dos contactos sociais e como se readaptaram a uma nova realidade e que recursos ou estratégias utilizaram. Os resultados demostraram que a maioria dos entrevistados acredita que a crise pandémica teve impactos significativos nas suas relações sociais e na saúde física e mental, uma vez que se viram privados, dados os sucessivos confinamentos, de realizarem as suas atividades. As respostas à pandemia devem ser multidisciplinares, aliando a prática à teoria, colaborativas, onde exista a negociação de parcerias locais e nacionais, com apoios económicos para minimizar as desigualdades sociais no acesso a bens e serviços por parte dos idosos. info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Ribeiro, Fábio Stefano de Brito;
    Country: Portugal

    O surgimento da pandemia de Covid-19 veio impactar o estado psicológico do consumidor turístico e alterar os comportamentos do mesmo, levando a que o setor turístico tenha sofrido uma redução na faturação de 935 biliões de dólares fruto da diminuição de 900 milhões de turistas entre janeiro e outubro de 2020 (UNWTO, 2020). O fato da pandemia de Covid-19 ser recente, aquando a realização do estudo, reflete-se na dificuldade em encontrar estudos completos e profundos sobre as alterações do consumidor turístico com destaque para o contexto português pretendendo-se que esta investigação cubra uma lacuna na literatura e, consequentemente, se posicione como uma mais valia tanto a nível cientifico para a realização de projetos de investigação futuros, como para a indústria turística que pode encontrar no mesmo as alterações provocadas pela Covid-19 no consumidor turístico e adequar a sua abordagem de marketing para um novo turista no presente e no futuro. Neste sentido, foi realizado o presente projeto de investigação que visa estudar o impacto provocado pela Covid-19 na perceção do risco percebido por parte do consumidor turístico, na adoção de comportamentos digitais para a prática turística, na perceção do consumidor turístico aos estímulos de marketing, na alteração da frequência, distância e meios de transporte das deslocações, nas motivações dos consumidores turísticos e nas necessidades de informação. Após a realização de uma pesquisa junto de 1185 inquiridos (1054 respostas válidas), e a análise dos dados recolhidos com recurso aos programas de estatística IBM SPSS Statistics 25 e SmartPLS 3.3.3, conclui-se que a pandemia de Covid-19 impactou todas as variáveis anteriormente referidas com exceção das necessidades de informação.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Karen Muniz Feriguetti; Pedro Ferreira;
    Country: Portugal

    A pandemia por doença da COVID-19 tem levado a importantes transformações socioeconômicas e exigido dos governos e de outras instituições diversas medidas e políticas de mitigação ou minimização de alguns dos seus impactos. Tendo em conta que os impactos (e também as medidas) são sentidos diferencialmente por pessoas em diferentes posições sociais, este estudo foca a experiência de estudantes imigrantes e/ou racializados no Ensino Superior em Portugal. Tendo sido a pandemia considerada como situação-limite, procurou-se compreender como as pessoas desse grupo foram impactadas na sua integração e em seus trajetos acadêmicos, nomeadamente o modo como as mudanças impostas pela pandemia podem ter contribuído para a agudização e o aprofundamento de vulnerabilidades e de fragilidades sociais e econômicas. O objetivo deste estudo foi, por isso, compreender as experiências e vivências dos estudantes imigrantes e/ou racializados, e as transformações que a pandemia trouxe na sua integração e trajetória acadêmica. Fez-se a opção metodológica pela entrevista narrativa episódica, tendo posteriormente o material sido analisado com recurso à análise temática. A partir da análise de 15 entrevistas on-line a estudantes de graduação, mestrado e doutorado, salientam-se a importância das motivações para a migração, as dificuldades econômicas, as dificuldades acadêmicas e as dificuldades institucionais. Porém, foi possível averiguar que prevaleceu entre eles mesmos, estudantes, o sentimento de pertença e irmanação. Ambos os achados favorecem uma reflexão sobre o fenômeno-processo da integração no contexto do Ensino Superior.

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Dias, Constança Tavares Leite Valente;
    Country: Portugal

    Desigualdades salariais entre géneros sempre existiram, de uma forma mais evidente ou não, contudo têm vindo a diminuir com o decorrer do tempo. A pandemia da Covid-19 veio modificar a economia e o mercado de trabalho e, consequentemente alterou os salários, o trabalho não remunerado e evidenciou o teletrabalho, devido ao confinamento e todas as medidas de restrição impostas. Este estudo tem com objetivo averiguar as diferenças de género no mercado de trabalho como as desigualdades salariais e a transição de teletrabalho para o abandono do teletrabalho assim como de emprego para desemprego, de maneira a perceber como é que a pandemia afetou os homens e as mulheres e de que forma. Através de métodos como OLS e Oaxaca, é percetível que as desigualdades entre géneros são evidentes no período de 2019 e 2020. Com o Oaxaca em 2019, o gap salarial foi de 16,88% e no ano de 2020, apesar de ter existido uma ligeira diminuição continuaram a existir diferenças salariais de género atingindo o valor de 15,14%. Verificando-se assim que houve uma atenuação das desigualdades salariais entre géneros. Através do modelo Logit, no modelo de transição, quer de teletrabalho para o respetivo abandono quer de emprego para desemprego verifica-se que as mulheres não foram tão prejudicadas como seria expectável. Conclui-se que afinal as mulheres foram mais protegidas do que os homens pelas atividades económicas, a escolaridade e a possibilidade de teletrabalho. Os resultados parecem indiciar que estes fatores podem ter salvaguardado as mulheres. Gender wage inequalities have always existed, in a more obvious way or not, but they have been decreasing over time. The Covid-19 pandemic has changed the economy and the labor market and, consequently, has changed wages, unpaid work, and highlighted telework, due to the confinement and all the restrictive measures imposed. This study aims to find out the gender differences in the labor market such as wage inequalities and the transition from telework to leaving telework as well as from employment to unemployment, to understand how the pandemic affected men and women and in what way. Through methods such as OLS and Oaxaca, it is noticeable that gender inequalities are evident in the period 2019 and 2020.With Oaxaca in 2019, the wage gap was 16.88% and in the year 2020, and although there was a slight decrease it continued to be evident a gender wage gap reaching the value of 15.14%. Thus, it was verified that there was an attenuation of wage inequalities between genders. Through the Logit model, in the transition model, either from telework to the respective abandonment or from employment to unemployment, it was verified that women were not affected as much as expected. We conclude that women were after all better protected than men by economic activities, education, and the possibility of teleworking. The results seem to indicate that these factors may have safeguarded women. Mestrado em Economia

  • Open Access Portuguese
    Authors: 
    Ginja, André Filipe da Silva Chato;
    Country: Portugal

    Um dos desafios relevantes da atual pandemia COVID-19 é o destaque da população idosa como vulnerável e consequente atenção especializada pelas entidades oficiais. Tal destaque também é visível na abordagem dos meios de comunicação a esta questão. O objetivo deste trabalho foi o de justamente explorar esta questão no contexto português. Para isso, realizámos dois estudos. O Estudo 1 foi realizado numa amostra da população em geral (n = 124; Midade = 36,6) e pretendeu explorar em que medida a apresentação de notícias positivas e negativas sobre as pessoas idosas no contexto da pandemia COVID- 19 ativava diferentes estereótipos associados a este grupo. Os resultados deste estudo demonstraram diferenças entre a condição negativa e de controlo não se tendo, contudo, verificado diferenças entre a condição de controlo e a condição de exposição a notícias positivas. Por sua vez, o Estudo 2, também de carácter experimental, procurou testar o efeito de exposição a estas notícias na saúde mental, autoeficácia e intenção de seguir as normas de prevenção do COVID-19 numa amostra de pessoas idosas (n = 169; Midade = 62,1). Os resultados não revelaram, no entanto, diferenças entre as diferentes condições experimentais. Estes resultados são discutidos à luz das teorias sobre ativação de estereótipos no contexto do idadismo em relação às pessoas idosas. The COVID-19 pandemic brought many challenges, one of those challenges is the categorization of the older population as vulnerable and subsequent specialized attention given to them by official entities. That specialized attention is noticeable in the media’s approach to this issue. This dissertation’s objective was to explore that subject in the Portuguese context. For that we conducted two studies. Study 1 was conducted in a sample of the general population (n = 124; Mage = 36,6), and sought to explore how the presentation of positive and negative news about older people during the COVID-19 pandemic context, activated different stereotypes associated with this group. The results of this study showed differences between the negative and control group. However, no differences were seen between the control group and the group exposed to positive news. Study 2 was also an experimental study and sought to test the effect of exposure to these types of news on the mental health, self-efficacy and intention to follow COVID-19 safety recommendations, in a sample of older people (n = 169; Mage = 62,1). The results of this study however, did not show differences between the different experimental conditions. These results are discussed within the context of Stereotype Activation Theory and ageism against older people.